Como O Advogado Milionário De Lula Recebeu R$ 68 Milhões De Honorários Do Sistema “S”

Como Um Sujeito Comprovadamente Um Fracasso Como Advogado Recebeu R$ 68 Milhões De Honorários Do Sistema “S”?

Pois é, Cristiano Zanin recebeu. 

Zanin ficou rico, famoso, mas se tornou alvo de chacota. Ele construiu a visão de um advogado arrogante, metido e que muitos jornalistas e advogados chegaram a dizer que atrapalhava mais Lula do que o ajudava. Seus constantes ataques a Moro fizeram juízes de todo o Brasil repudiarem suas ações.

As estratégias criadas por ele acabaram manchando ainda mais a imagem do petista.

Zanin conseguiu aumentar muito a sua renda com o alto valor ganho para defender o líder do PT. Ele acabou não tendo êxito, mesmo que algumas pessoas acreditem que Lula poderia ter sido preso bem antes se não fosse o advogado.

Zanin não foi páreo para um juiz totalmente preparado e sábio. Moro se precaveu de todas as formas e até mesmo quando a defesa de Lula tentava um último recurso, foi surpreendida com uma sentença exterminadora do juiz

Zanin Ficou rico em função do matrimônio. Casou-se com Valeska Teixeira, filha de um comparsa do meliante Luiz Inácio Lula da Silva, o advogado Roberto Teixeira.

Nascia a arapuca denominada ‘Teixeira, Martins Advogados’, com quatro sócios, Roberto, Cristiano, Valeska e Larissa, a outra filha de Roberto.

Com Lula na presidência, o escritório não abraçou grandes causas, por mera falta de capacidade, mas abraçou grandes negócios e negociatas.

Enfim o escritório do Cristiano Zanin, que defende o Lula recebeu R$ 68 milhões para defender Orlando Diniz, presidente da Fecomércio do Rio que foi preso por desvio de dinheiro da própria fecomércio e assim recebeu do sistema S uma quantia exuberante.

E o Zanin? Será que não sabia que o dinheiro era ilegal?
Fonte: Jornal da Cidade online
Compartilhe no Google Plus

Sobre Manoel Martins

Sou Casado, pai de 3 filhos, apaixonado pela minha família e pela minha querida cidade Jaguaruana... Jaguaruana Verdade, Porque Mentira tem Pernas Curtas!

0 comentários:

Postar um comentário