A mulher que gerencia um negócio milionário enquanto educa seus 14 filhos em casa

Direito de imagemGETTY IMAGESImage caption

Empresária nunca pegou empréstimos em bancos ou aceitou a participação de investidores em seu negócio

Nenhum dos 14 filhos de Tammie Umbel frequentou a escola. Ela mesma se encarregou de educá-los em casa e estimulá-los a ir à faculdade. Isso enquanto criava uma empresa de cosméticos naturais, hoje avaliada em US$ 1,7 milhão (R$ 5,35 milhões).

Seu modelo de negócios é bem particular: ela nunca pegou empréstimos em bancos e nem aceitou que investidores entrassem na empreitada.

"Queria fazer a empresa crescer do jeito antigo: vender, fazer dinheiro e reinvestir", explicou ela ao jornal americano The Washington Post.

"Sou muçulmana e acredito que, fazendo as coisas bem, uma pessoa é recompensada."

Há 17 anos, depois de fechar uma empresa têxtil que não tinha ido bem, Umbel pensou imediatamente em um novo projeto.

Assim nasceu a Shea Terra Organics - marca de produtos naturais para o corpo que usa insumos produzidos por tribos e pequenas comunidades de países como Madagascar, Egito, Marrocos, Namíbia e Tanzânia.Image caption

Quatro de seus 14 filhos estão na universidade enquanto os outros seguem sendo educados por ela e a acompanham em suas viagens

Seus ingredientes ainda não são conhecidos por muitos no Ocidente, como o óleo de argan (extrato feito com nozes de uma planta marroquina) e a manteiga de karité, extraída das sementes da árvore africana de mesmo nome.

Viajando para lugares distantes, onde descobriu ingredientes usados em aldeias muito pobres, nas quais ainda são usados ingredientes nativos nos cuidados com a pele, ela foi diversificando sua produção.

"Por anos, tive a intenção de gerar empregos em lugares onde as condições de vida são muito precárias. Sabia que esse conhecimento ancestral poderia ter aplicações que beneficiariam os indígenas que produziam essas matérias-primas e, ao mesmo tempo, permitiriam-me abrir um novo mercado de produtos totalmente naturais."
O sabão negro africanoDireito de imagemGETTY IMAGESImage caption

No ano passado, sua empresa teve lucros de US$ 350 mil (R$ 1,1 milhão)

A empresa sediada no Estado da Virgínia, nos Estados Unidos, atualmente vende seus produtos pela internet e pela rede Vitamin Shoppe, que tem 700 lojas no país.

Uma das dificuldades que sua fundadora encontrou nos últimos anos é que, em sua avaliação, o mercado de produtos naturais está "cheio de produtos falsos, com concentrações mínimas dos ingredientes essenciais e que, na verdade, enganam as pessoas".

"Foi muito difícil competir, porque não estou disposta a sacrificar a qualidade dos meus produtos para faturar mais", diz a empresária, que também teve de lidar com falsificações de seus produtos.

Um dos seus últimos lançamentos foi o sabão negro africano, produto que a empresa diz ajudar no tratamento de acnes.

E, apesar de não se dar bem com os modelos de negócios tradicionais, Umbel disse ao Loudoun Times, um jornal local, que agora está cogitando distribuir seus produtos por meio de grandes redes varejistas.
Sítio sem televisão

Umbel vive com seu marido, um médico paquistanês, e os 14 filhos em um sítio em que não há televisão.

Quatro já estão na universidade, estudando Medicina, Engenharia e Cibersegurança. O restante segue sendo educado em casa por ela, ainda que, agora, Umbel tenha a ajuda dos filhos mais velhos.Image caption

Umbel vive na Virgínia, nos Estados Unidos, com seus filhos, que têm entre 4 e 26 anos

Ela atribui grande parte de seu sucesso à persistência e sua relação com o Islã, porque isso a inspirou a desenvolver "um negócio baseado na honestidade na hora de vender os produtos e na generosidade com as pessoas que participam do processo de produção".

Além de tocar o negócio e educar as crianças, Umbel viaja constantemente para outros países para ter contato direto com os produtores que a abastecem com os ingredientes básicos de seus produtos. Além disso, diz ela, adora conhecer outras culturas.

E, muitas vezes, leva seus filhos nas viagens - eles têm entre 4 e 26 anos -, porque considera essas experiências parte de sua educação.

"Quero que eles desenvolvam um espírito empreendedor e respeito pelo meio ambiente e pelas pessoas", afirmou.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Manoel Martins

Sou Casado, pai de 3 filhos, apaixonado pela minha família e pela minha querida cidade Jaguaruana... Jaguaruana Verdade, Porque Mentira tem Pernas Curtas!

0 comentários:

Postar um comentário